Coluna 1

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Agenda do Dia: veja o que você precisa saber hoje quarta feira (17)

JUSTIÇA
Toffoli ignora PGR e prorroga inquérito da censura
O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, decidiu ontem prorrogar as investigações do inquérito aberto para apurar ameaças e a suposta disseminação de fake news contra a Corte e seus integrantes. Na prática, a decisão de Toffoli contraria a posição da Procuradoria-Geral da República e mantém a investigação em andamento por pelo menos mais três meses. Ainda na terça-feira, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, informou que a investigação deveria ser arquivada. (Via Estadão e Exame.com)

 - Justiça anula passaporte diplomático a Edir Macedo
O juiz federal Vigdor Teitel, da 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro, anulou ontem a concessão de passaporte diplomático para Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Record, e sua mulher, Ester Eunice Rangel Bezerra. Um dia antes, o Itamaraty, sob o comando do ministro Ernesto Araújo, concedeu o passaporte diplomático a Macedo. O documento vale por 3 anos. Na decisão, o juiz entendeu que a atividade no exterior de Macedo como líder religioso não significa ‘interesse do país’ que justifique a ‘proteção adicional consubstanciada no passaporte diplomático’. (Via VEJA.com)
GOVERNO
- CCJ da Câmara debate reforma da Previdência
Os partidos do Centrão e a oposição articularam na terça-feira mudanças no texto da proposta de reforma da Previdência, que está na primeira etapa da tramitação no Congresso, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. As alterações ainda estão sendo negociadas, mas podem atingir pontos polêmicos da proposta. Depois de mais de 12 horas de debates, a votação ficou para esta quarta-feira (17), mas os próprios governistas já admitem nos bastidores que não haverá quórum suficiente para enfrentar o ‘kit obstrução’ da oposição e garantir a aprovação do relatório. (Via Estadão)

- Bolsonaro: ‘Não quero e não posso intervir na Petrobrás’
O presidente Jair Bolsonaro negou na terça-feira feira (16) que o governo federal intervirá na política de preços de combustíveis. ‘Não quero e não vou intervir na Petrobras’, disse. A afirmação faz parte de nota lida pelo porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, a jornalistas no Planalto. Antes do anúncio do porta-voz, os ministros Paulo Guedes (Economia) e Bento Albuquerque (Minas e Energia) falaram sobre reunião convocada pelo presidente da República. Guedes negou que o governo federal intervirá de maneira política no preço dos combustíveis. Ele afirmou que a Petrobrás tem autonomia. (Via Poder360)

- Ministro se responsabiliza por vídeo pró-ditadura
 O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto Santos Cruz, assumiu na terça-feira a responsabilidade pela divulgação de um vídeo que defendia o golpe militar de 1964 por meio de rede social oficial do Palácio do Planalto. O conteúdo foi publicado no último dia 31 de março, quando o evento completou 55 anos. De acordo com Santos Cruz, o disparo do material foi um erro de procedimento interno da Secretaria de Comunicação da Presidência. (Via Estadão)

EDUCAÇÃO
- Enem divulga quem tem isenção na taxa de inscrição
O Inep recebeu 3.687.527 pedidos de isenção da taxa de inscrição (de R$ 85) ao Exame Nacional do Ensino Médio 2019. O prazo para solicitar isenção e de justificar ausência na edição passada terminou no dia 10 de abril. Os solicitantes poderão consultar os resultados do pedido nesta quarta-feira (17), na internet. O Enem deste ano será nos dias 3 e 10 de novembro.

BRASIL
- Insatisfeitos, caminhoneiros falam de greve em maio
Caminhoneiros não ficaram satisfeitos com o pacote de medidas anunciadas na terça-feira pelo governo Jair Bolsonaro para ajudar a categoria. Nos grupos de WhatsApp, o plano foi visto como uma ‘cortina de fumaça’, uma forma de protelar uma possível greve dos motoristas. Alguns já falam, com exaltação, em nova paralisação em 21 de maio - exatamente um ano depois da greve que paralisou o País - caso a situação não melhore. (Via Estadão e VEJA.com)

- Avianca cancela 201 voos no feriado e pode perder aviões
A companhia aérea Avianca Brasil cancelou na terça-feira mais 51 voos que deveriam decolar no domingo de Páscoa. Além disso, a empresa, em recuperação judicial, deve perder mais 11 aeronaves de sua frota. A aérea está com problemas com as arrendadoras que fazem o aluguel de aeronaves, por causa de dificuldade em honrar os pagamentos. (Via VEJA.com)

MUNDO
 - Macron promete reconstruir Notre-Dame em 5 anos
O presidente francês, Emmanuel Macron, discursou ontem sobre o incêndio que destruiu parte da Catedral de Notre-Dame, de Paris, no dia anterior. O chefe de Estado elogiou o trabalho dos bombeiros, pediu aos franceses calma e união após a tragédia e prometeu uma reconstrução da catedral ‘ainda mais bonita’ dentro de cinco anos. (Via RFI)

FUTEBOL
JOGOS DE HOJE
Copa do Brasil
19h15 – Santos x Vasco
21h30 – Fluminense x Santa Cruz-PE
21h30 – Chapecoense x Corinthians

LOTERIA
- Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 52 milhões
Acontece nesta quarta-feira (17) o concurso 2143 da Mega-Sena. A loteria está acumulada e deve pagar R$ 52 milhões a quem acertar as seis dezenas. A aposta mínima custa R$ 3,50 e pode ser feita até uma hora antes do sorteio, previsto para as 20h, horário de Brasília.

VEJA TAMBÉM:

Nenhum comentário:

Postar um comentário