Coluna 1

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Agenda do dia: veja o que você precisa saber hoje sexta feira (05)

POLÍTICA 
- Bolsonaro não garante apoios formais de partidos
Depois de reuniões com cinco presidentes de partidos na quinta-feira (4), o presidente Jair Bolsonaro diminuiu a tensão, mas não conseguiu dos líderes partidários a promessa de apoio incondicional à proposta de reforma da Previdência e nem aumentar a base de apoio do governo. Participaram de um almoço líderes do PSDB, DEM, PSD, PP e PRB. O presidente chegou a se desculpar por tratar demais partidos como 'velha política'. Mais tarde, Bolsonaro esteve com Romero Jucá, do MDB. À noite, em uma transmissão ao vivo no Facebook, o presidente disse que ‘em nenhum momento’ da reunião com líderes partidários houve oferta de cargos em troca de apoio para a aprovação da reforma. (Via Reuters, Estadão e Poder360)

 - Brasil diz à ONU que não houve golpe em 1964
O governo de Jair Bolsonaro enviou na última quarta-feira (3) telegrama à Organização das Nações Unidas afirmando que ‘não houve golpe de Estado’ em 31 de março de 1964 e que os 21 anos de governos militares foram necessários ‘para afastar a crescente ameaça de uma tomada comunista do Brasil e garantir a preservação das instituições nacionais, no contexto da Guerra Fria’. (Via BBC News Brasil)
- Sessão acaba em briga na Câmara de Macapá
Uma briga entre os vereadores de Macapá na quinta-feira interrompeu o início da eleição para presidente da Câmara Municipal. Um vídeo, que circula nas redes sociais, mostra uma discussão intensa e, logo depois, um tumulto e pancadaria entre várias pessoas. A Polícia Militar e a Guarda Municipal fizeram a contenção dos vereadores. Não há informação sobre feridos. (Via Poder360)

JUSTIÇA
- Temer e filha viram réus na Lava Jato
O juiz Diego Paes Moreira, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo, aceitou ontem denúncia entregue pela força-tarefa da operação Lava Jato contra o ex-presidente Michel Temer, sua filha Maristela Temer, Coronel João Batista Lima Filho e sua mulher, Maria Rita Fratezi. Os 4 acusados viraram réus em ação penal pelos supostos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. A acusação é baseada na reforma suspeita feita na casa de Maristela em 2014, onde teriam sido lavados R$ 56 mil em dinheiro vivo. (Via Poder360)

- Justiça do PR concede liberdade a Beto Richa
A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná concedeu na quinta-feira (4) liberdade ao ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), preso desde o dia 19 de março por conta das investigações da operação Quadro Negro. A ação apura supostas fraudes em licitações para construção de escolas públicas. Não houve a decretação do uso de tornozeleira eletrônica. (Via Poder360)

BRASIL 
- Enxurrada deixa mortos e feridos em Teresina
A cidade de Teresina, capital do Piauí, entrou em estado de emergência na noite de quinta-feira por conta de fortes chuvas. No bairro Parque Rodoviário, na zona sul, uma lagoa transbordou e levou ao rompimento de um bueiro, causando uma enxurrada que matou ao menos duas pessoas: uma idosa e uma criança de dois anos, de acordo com o Corpo de Bombeiros. (Via VEJA.com)

- Bolsonaro e Doria elogiam ação policial que matou 11
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), se manifestaram ontem sobre a ação policial que resultou na morte de onze suspeitos após o assalto de duas agências bancárias em Guararema (SP). Bolsonaro classificou a ação como ‘rápida e eficiente’ e destacou o fato de que ‘nenhum inocente saiu ferido’. O governador João Doria, por sua vez, parabenizou os policiais e publicou um vídeo em que classifica os agentes como heróis e diz que ‘quem tem que ter vergonha do que faz são os bandidos’. (Via VEJA.com)

MUNDO
- Maduro expulsa militares que reconheceram Guaidó
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, expulsou das Forças Armadas treze oficiais, incluindo dois generais da reserva, que reconheceram o opositor Juan Guaidó como presidente interino. O decreto afirma que os oficiais expulsos ‘pretendiam, mediante atos hostis, violentos e o desconhecimento das autoridades legalmente constituídas, mudar a forma republicana da Nação’. (Via AFP)

MÚSICA
- Lollapalooza vai até domingo em SP e terá 72 atrações
O Lollapalooza Brasil 2019 começa nesta sexta-feira (5) e vai até o domingo (7) no Autódromo de Interlagos, zona sul de São Paulo, com uma programação que traz 72 atrações (32 delas nacionais), entre elas bandas mundialmente famosas, como Arctic Monkeys, Kings of Leon e Post Malone. O ingresso Lolla Pass, para todo o festival, custa R$1,8 mil (meia entrada: R$900), e o Lolla Day sai por R$800 (meia: R$400). (Via Estadão e Capricho)

VEJA TAMBÉM:

Nenhum comentário:

Postar um comentário