Coluna 1

terça-feira, 30 de abril de 2019

Bolsonaro diz que Brasil se solidariza com Venezuela e diz apoiar liberdade do país

No Twitter, presidente chamou Maduro de "ditador" e o vinculou a partidos de oposição ao seu governo. O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira que o Brasil se solidariza com o povo da Venezuela, país onde o líder da oposição Juan Guaidó disse ter apoio dos militares para depor o governo de Nicolás Maduro, e afirmou que o Brasil apoia a liberdade do país vizinho. Em declarações em sua conta no Twitter, o presidente chamou Maduro de "ditador" e o vinculou a partidos que são oposição a seu governo no Brasil.
"O Brasil se solidariza com o sofrido povo venezuelano escravizado por um ditador apoiado pelo PT, PSOL e alinhados ideológicos. Apoiamos a liberdade desta nação irmã para que finalmente vivam uma verdadeira democracia", escreveu o presidente na rede social.
Mais cedo, Guaidó disse ter o apoio de militares para derrubar Maduro, que por sua vez, afirma ter a lealdade das Forças Armadas. Confrontos aconteciam nos arredores de uma base aérea em Caracas onde Guaidó anunciou que tinha o apoio de militares mais cedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário