Coluna 1

segunda-feira, 22 de abril de 2019

'Cria' do paraense Michel Trator, lutador de MMA morre em posto de gasolina em Belém

 
Rodrigo "Monstro" Lima tinha 28 anos e, de acordo com o CPC Renato Chaves, foi atropelado. O corpo ainda passará por necropsia nesta manhã. Há quase um ano sem lutar profissionalmente, o amapaense Rodrigo Goiana de Lima, conhecido no universo do MMA como "Monstro", foi encontrado morto em um posto de gasolina na noite do último domingo (21), em Belém. De acordo com as primeira informações do CPC (Centro de Perícias Científicas) Renato Chaves, a causa da morte foi um atropelamento. O corpo, no entanto, ainda será submetido à necropsia, que vai confirmar o motivo do óbito. Amigo, aluno de Jiu-Jitsu e lutador profissional, Zezão Trator foi ao local e, nesta manhã, conversou com a reportagem de OLiberal.com. Zezão viu o amigo ser removido pelos peritos do CPC Renato Chaves e contou que os depoimentos de todas as testemunhas no local do crime apontaram para um atropelamento criminoso.
 "Todas as pessoas que estavam lá disseram que o Rodrigo teve uma discussão com um motorista de uber e que, depois disso, o tal motorista entrou no carro e atropelou o meu amigo", disse em meio ao choro.

"Não estou conseguindo lidar com isso ainda. A mãe do Michel (Trator), dona Socorro, que também é nossa mãe, ligou desesperada onte à noite dizendo que tinha acontecido um acidente com o Rodrigo. Eu já estava pronto para dormir. Só coloquei uma roupa e fui ver o que tinha acontecido. Quando cheguei no lugar, vi tudo. Foi muito triste. A ficha ainda não caiu.

O corpo foi encontrado em um posto de gasolina localizado na avenida Julio César, esquina com o canal Água Cristal. O serviço de remoção do IML (Instituto Médico Legal) foi acionado às 23h.

CARREIRA
Aos 28 anos, Rodrigo chegou a ser tratado como promessa do MMA do norte do Brasil. Foi campeão do Jungle Fight aos 23, título que o credenciou a lutar no UFC (Ultimate Fighting Championship). Na ocasião, Monstro substituiu o lesionado "Mineiro" e foi nocauteado pelo norte-americano Neil Magny (foto abaixo). Ele ainda teve outra oportunidade do maior evento de MMA do mundo, mas voltou a perder. O algoz foi o também norte-americano Efraim Escudero.

A última luta profissional dele foi no dia 29 de junho do ano passado pelo Shooto Brazil 85, com vitória sobre o mineiro Luiz Fabiano "O Caipira". 
Ultimamente, Rodrigo buscava uma nova luta no MMA e se mantinha em treinamentos participando, inclusive, de torneios de Jiu-Jitsu, que era sua especialidade entre as artes marciais.

Rodrigo chegou a morar com Michel Trator por anos até se estabilizar em Belém. Durante este período, conheceu Zezão Trator, que também se preparava para eventos de MMA. O trio morou na mesma casa para respirar o MMA. Assim seguiu até a estreia de Monstro no UFC.

"Ele estava no auge da forma física e técnica dele. Era um fenômeno! Estava muito bem e focado a passar no concurso da Polícia Militar para poder ter uma tranquilidade financeira para a família. Depois, voltaria a focar nas lutas, porque ele estava convicto que votlaria ao UFC", disse Zezão.

LIGAÇÃO COM TRATOR
Rodrigo era amapaense, mas morava há 10 anos no Pará e se considerava "Papa chibé". Foi trazido do Amapá pelo amigo, que chamava de irmão, Michel Trator, um dos paraenses que seguem no UFC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário