Coluna 1

terça-feira, 21 de maio de 2019

Agenda do dia: veja o que você precisa saber hoje terça feira (21)


GOVERNO
- Bolsonaro muda tom sobre Congresso
O presidente Jair Bolsonaro fez acenos ao Congresso Nacional ao lançar, na segunda-feira (20) a nova fase de campanha publicitária sobre a Proposta de Emenda Constitucional da reforma da Previdência. Na solenidade, o presidente afirmou que ‘valoriza, sim, o parlamento brasileiro, que vai ser quem vai dar a palavra final’ a respeito do tema. A declaração vem em meio a um período de animosidade entre o Executivo e o Legislativo. (Via Poder360)

 Baixe o novo app Microsoft Notícias agora no iOS e Android
- Janaína Paschoal sinaliza deixar o PSL
A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) disse na segunda-feira (20) que seus colegas do partido ‘estão cegos’ e que ela quer deixar a bancada da Assembleia Legislativa de São Paulo. Em mensagem enviada a um grupo de congressistas do WhatsApp, a advogada afirma que já ajudou o partido na eleição, mas ‘precisa pensar no país’. (Via Exame.com)
- Opositores se juntam em ação contra Bolsonaro
Representantes de dez partidos, entre eles PSDB, PDT, PT e Cidadania, se reuniram na noite de segunda-feira, em São Paulo, para organizar o lançamento do movimento ‘Direitos Já, Fórum pela Democracia’. O objetivo é formatar um grupo suprapartidário de oposição ao governo Jair Bolsonaro. A iniciativa acontece a poucos dias de manifestação pró-governo, marcada para o próximo domingo, e num momento em que a oposição organizada dos partidos de esquerda e de centro-esquerda ainda é tímida no Congresso. (Via Estadão)

BRASIL
- Mina de Barão de Cocais (MG) pode se romper até sábado
A Agência Nacional de Mineração informou ontem que o rompimento do talude do complexo da Mina de Gongo Soco, da Vale, no município de Barão de Cocais (MG), deve acontecer até o próximo sábado (25). A barragem é do mesmo tipo da que se rompeu em Brumadinho, em 25 de janeiro. Talude é um plano de terreno inclinado que limita um aterro e tem como função garantir sua estabilidade. (Via Poder360)

- Compadre Washington é internado após assalto
O cantor Compadre Washington, 54 anos, um dos vocalistas do É o Tchan, sofreu um ferimento na cabeça após um assalto na madrugada de ontem no centro de São Paulo. Ele foi socorrido e, até o fim da manhã, permanecia internado em observação, com quadro de saúde estável. Outra pessoa ferida após o término da Virada Cultural foi um italiano, de 28 anos, esfaqueado por um grupo com travestis na Rua Vieira de Carvalho, na República. A polícia prendeu quatro suspeitos. (Via VEJA.com e Estadão)

- Moro demite delegado da PF por crimes previdenciários 
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, demitiu o delegado da Polícia Federal Ênio de Paula Salgado. O oficial é investigado na operação Inversão, que apura se houve esquema de propina em São Paulo. O suposto caso teria ocorrido na Delegacia de Crimes Previdenciários da Superintendência Regional da PF em São Paulo. (Via Poder360)

- Fabricante diz que decreto libera venda de fuzil para civis
A fabricante de armas brasileira Taurus informou que o decreto sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, que facilitou o acesso de civis a armamentos, também inclui a possibilidade de a população comprar um fuzil, o T4 semiautomático de calibre 5,56. À TV Globo, a empresa disse aguardar a entrada em vigor da regulamentação para “imediatamente atender os clientes”. “Temos uma fila de 2 mil clientes”, informou a empresa, que tem sede no Rio Grande do Sul. (Via Estadão)

ECONOMIA
- Dólar fecha na máxima em 8 meses e vai a R$ 4,10
O dólar fechou apenas em ligeira alta contra o real na segunda-feira (20), mas suficiente para a cotação renovar a máxima desde setembro de 2018, com a moeda brasileira ainda em desempenho fraco no mundo diante dos ruídos políticos locais e relacionados à agenda de reformas. A moeda norte-americana à vista teve variação positiva de 0,07%, a R$ 4,1048 na venda. É o maior patamar desde 19 de setembro do ano passado (R$ 4,1242). (Via Reuters)

- Ford corta 7 mil empregos em todo o mundo
A montadora Ford disse na segunda-feira que vai eliminar cerca de 10% de sua força de trabalho assalariada global, cortando cerca de 7 mil empregos até o final de agosto. A redução é parte de plano de reestruturação da segunda maior montadora de veículos dos Estados Unidos para economizar US$ 600 milhões por ano. Os cortes incluem saídas voluntárias e demissões. Só nos EUA, serão eliminados 2.300 postos de trabalho. (Via Reuters)

 MUNDO
- Pressionado, Maduro quer antecipar eleições legislativas
Nicolás Maduro há meses tenta reduzir a pressão internacional e enfraquecer os apoios a Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino por mais de 50 países. A ideia seria adiantar as eleições legislativas, previstas para dezembro de 2020, e disputar com seus rivais que, por sua vez, exigem sua saída do poder. (Via El País)

- Huawei poderá operar nos EUA até agosto
Na segunda feira (20) a Câmara de Comércio dos Estados Unidos liberou uma licença temporária permitindo a Huawei de manter as redes de telefonia que a empresa já possui no país e, assim, podendo enviar atualizações para os dispositivos móveis que já foram vendidos para os clientes americanos por mais um tempo. A licença vem como forma de diminuir o baque da restrição imposta na semana passada pelo governo dos Estados Unidos. (Via Canaltech)

LUTO
- Niki Lauda, lenda da Fórmula 1, morre aos 70 anos
A atitude mais comum de Niki Lauda durante os seus 70 anos de vida foi teimar. O austríaco, tricampeão da Fórmula 1, morreu na segunda-feira, em Viena, por problemas renais. Foi assim desde jovem, quando rompeu com a família para ser piloto. Já mais maduro, desafiou os prognósticos dos médicos e voltou às pistas da Fórmula 1 seis semanas depois de um grave acidente. O austríaco enfrentou ainda dois transplantes de rim e um de pulmão, em 2018, duas dissoluções de empresas, ganhou o campeonato mais disputado da história e virou tema de filme. (Via Estadão e F1 Mania)

FUTEBOL
JOGO DE HOJE
Sul-Americana
21h30 – Unión Calera x Atlético-MG

Nenhum comentário:

Postar um comentário