Coluna 1

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Agenda do dia: veja o que você precisa saber hoje sexta feira (03)

VENEZUELA 
- Guaidó convoca mobilização para o fim de semana
O líder opositor Juan Guaidó convocou passeatas para sábado até os principais quartéis da Venezuela em um novo desafio ao presidente Nicolás Maduro após a rebelião militar frustrada de terça-feira (30). Guaidó, reconhecido como presidente interino por quase 50 países, disse ontem que o movimento no fim de semana será uma ‘mobilização nacional de paz’ para pedir que as Forças Armadas ‘se unam à Constituição’ e cessem o apoio a Maduro. (Via AFP)

 - Governo Bolsonaro nega derrota de Guaidó
O governo do presidente Jair Bolsonaro voltou a negar na quinta-feira que o autoproclamando presidente da Venezuela, Juan Guaidó, tenha sofrido uma ‘derrota’ por não ter conseguido tirar o ditador Nicolás Maduro do poder nesta semana. Guaidó convocou mobilizações populares na terça-feira 30 e na quarta-feira 1º, mas não reuniu apoio suficiente entre as Forças Armadas para derrubar Maduro, que marchou cercado por militares na quinta em Caracas, em demonstração de respaldo. (Via VEJA.com)
- Espanha diz que não entregará López a Maduro
O governo espanhol não tem intenção de entregar o político de oposição venezuelano Leopoldo López às autoridades daquele país, informou uma porta-voz do governo espanhol na quinta-feira. O governo espanhol disse que López, sua esposa e sua filha haviam entrado na residência do embaixador espanhol em Caracas em um acordo particular, e espera que as autoridades venezuelanas respeitem a inviolabilidade da residência. (Via Reuters)

GOVERNO
- Coaf continuará com ministério de Moro, diz Bolsonaro
Depois de negociar a possibilidade de o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sair do Ministério da Justiça e Segurança Pública para voltar ao Ministério da Economia e, depois, indicar que recuaria da medida, o presidente Jair Bolsonaro declarou na quinta-feira que a pasta comandada por Sergio Moro deve manter o controle sobre o órgão. ‘No que depender de nós, ele fica no Ministério da Justiça e Segurança, até porque é uma ferramenta na mão desse ministério para combater lavagem de dinheiro e corrupção’, afirmou Bolsonaro. (Via VEJA.com)

- Por reforma, Bolsonaro grava com Silvio Santos no SBT
O presidente Jair Bolsonaro gravou ontem entrevista ao ‘Programa Silvio Santos’, do SBT, que será transmitido no domingo (5). Em seu Twitter, o presidente chamou o apresentador e empresário de ‘maior comunicador deste país’. Segundo Bolsonaro, no programa, ele irá falar sobre ‘assuntos de interesse de todos os brasileiros, incluindo a Nova Previdência’. (Via Poder360)

EDUCAÇÃO
- MEC avaliará alfabetização por amostragem
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou ontem que a alfabetização das crianças será avaliada por meio de amostra este ano. O exame havia sido cancelado completamente pela gestão do ex-ministro Ricardo Vélez Rodríguez. Depois de intensa repercussão negativa, já que a alfabetização é considerada etapa crucial para o desenvolvimento escolar do aluno, a gestão de Jair Bolsonaro voltou atrás. (Via Estadão)

JUSTIÇA
- Cabral diz ter trocado favores com chefe do MP-RJ
O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, que está preso desde 17 de novembro de 2016 e já foi condenado a mais de 198 anos de prisão, afirmou ter trocado favores com o então chefe do Ministério Público do Estado do Rio (MP-RJ) para garantir o arquivamento da investigação sobre a ‘farra dos guardanapos’. Cabral afirmou que em 2009 conversou com o então procurador-geral de Justiça do Estado do Rio, Marfan Vieira Martins, sobre a nomeação do então promotor Sérgio Nogueira de Azeredo, chefe de gabinete de Marfan à época, para o cargo de desembargador. Em troca, a investigação seria arquivada. (Via VEJA.com)

BRASIL
- Massacre de Suzano: 4º suspeito de ligação é preso
A Polícia Civil prendeu na quinta-feira Geraldo de Oliveira Santos, suspeito de ter fornecido o revólver calibre 38 usado no massacre na Escola Raul Brasil, em Suzano, que terminou com a morte de dez pessoas, incluindo os dois atiradores, no dia 13 de março. Antes, três pessoas já haviam sido presas por negociar a arma e munições com os responsáveis pelo ataque. (Via Estadão)

 - Avianca demite cerca de 80 em aeroporto de SP
A Avianca Brasil, que está em processo de recuperação judicial, demitiu na quinta-feira cerca de 80 funcionários dos setores de check-in, despacho de voos e terminal de cargas do aeroporto de Guarulhos (SP), segundo o Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos. Esse número representa cerca de 30% da mão de obra da companhia no terminal. Desde segunda-feira, a empresa deixou de operar voos no aeroporto, devido aos cancelamentos ocasionados pelos arrestos de aeronaves. (Via VEJA.com)

LUTO
- Morre o diretor de teatro Antunes Filho, aos 89 anos
Um dos mais importantes encenadores do teatro brasileiro, o diretor Antunes Filho morreu aos 89 anos na quinta-feira (2). Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com câncer de pulmão. Nascido em São Paulo, José Alves Antunes Filho foi um dos discípulos dos diretores do Teatro Brasileiro de Comédia. Ficou conhecido por desenvolver um método teatral experimental que formou diversas gerações de atores. (Via Estadão)

 - Peter Mayhew, o Chewbacca, morre aos 74 anos
Segundo anunciado pela própria família, o ator Peter Mayhew, que viveu o gigantesco Chewbacca em cinco filmes da franquia ‘Star Wars’, faleceu no último dia 30 de abril. O anúncio, feito apenas ontem, diz que o ator estava próximo de seus familiares e amigos, mas não informou a causa da morte. Ele tinha 74 anos. (Via Canaltech)

LOTERIA
- Mega-Sena acumula de novo e vai a R$ 140 milhões
Aconteceu na noite de quinta-feira (2) o concurso 2147 da Mega-Sena. Ninguém acertou as seis dezenas e o prêmio, de R$ 125 milhões, acumulou de novo. O próximo sorteio será no sábado (4) e deve pagar R$ 140 milhões. Confira os números de ontem. (Via SorteOnline)

VEJA TAMBÉM:

Nenhum comentário:

Postar um comentário