Coluna 1

terça-feira, 28 de maio de 2019

Chacina em Mojuí dos Campos soma cinco mortos, um ferido e uma criança desaparecida

Homem é procurado após executar filho, mãe e outras três pessoas de outra família.
Equipes da Superintendência de Polícia Civil do Baixo e Médio Amazonas e do Grupo Tático Operacional (GTO) da Polícia Militar estão realizando diligências na região do planalto santareno, no oeste do Pará, para prender o agricultor identificado por Mauro Braga, acusado assassinar, a tiros de espingarda e golpes de faca, três pessoas de uma mesma família, além de sua própria mãe e também um de seus filhos. Os ataques, que também deixaram outro homem gravemente ferido, aconteceram no fim da tarde de ontem (27) na Comunidade do Paca, na rodovia Santarém-Jabuti, entre os municípios de Belterra e Mojuí dos Campos. Outra criança, também filho do acusado, segue desaparecida.
Segundo uma prima do agricultor procurado , Mauro teria entrado em contato com parentes, depois dos crimes, e teria dito que só se entregaria morto. De acordo com investigadores, o caso foi comunicado à polícia por um produtor de soja. Suspeita-se de possibilidade de crime passional.

 CRIMES
De acordo com a polícia, o suspeito matou Raimundo Silva de Paula, de 43 anos, seu filho Douglas Boscheto de Paula, de 12 anos, e o avô da família, Pedro Hélio Boscheto, de 63 anos. Pai e filho foram mortos dentro da residência dos Boscheto. Já o corpo do idoso foi encontrado próximo à casa da família.

Já a mãe do próprio suspeito pelos crimes, Maria Barroso Braga, teria sido morta na própria residência. Segundo a polícia, logo depois Mauro teria sido visto passando na escola de seus dois filhos. O corpo de uma das crianças, identificada como Manoel Barroso, já foi encontrado nas matas na comunidade São Benedito, onde o suspeito morava. O outro filho de Mauro segue desaparecido. 

Os corpos das vítimas fatais foram levados para a sede do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC), em Santarém. A sexta vítima que está internada no Hospital Municipal de Santarém  (HMS) ainda não foi identificada. (Manoel Cardoso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário