Coluna 1

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Guerrero brilha, Inter vence o Papão e abre boa vantagem nas oitavas

O camisa 9 do colorado marcou duas vezes na vitória de 3 a 1 em cima do Alviceleste. Papão está em situação complicada para conseguir a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O Paysandu perdeu por 3 a 1 para o Internacional na noite de ontem quinta-feira, no Beira-Rio, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Com o resultado, o Internacional tem vantagem de perder por um gol de diferença que leva a vaga. O Paysandu precisa vencer por dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis ou por três de diferença para se classificar de forma direta para as quartas de final da Copa do Brasil. O Internacional ainda foi o primeiro time da competição a vencer como mandante. 
O jogo de volta entre Paysandu e Internacional acontece na próxima quarta-feira (29), às 19h15, no Mangueirão. Antes, o Papão enfrenta o Boa Esporte, em Varginha (MG), no domingo (26), às 18 horas, pela 5ª rodada da Série C. Já o Internacional entra em campo pela Série A do Campeonato Brasileiro. O Colorado vai enfrentar o Santos, também no domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro. 

PRIMEIRO GOL DO INTER
Paysandu recuou o time e marcou Internacional na tentativa de evitar qualquer investida dos adversários. Funcionou até certo ponto da partida. Mesmo com o time atrás, o Paysandu ainda teve chances de atacar. Aos 5 minutos, Nicolas deixou para Thiago Primão, que bateu por cima. Foi a grande chance bicolor. 

A partir dos 15 minutos, a diferença técnica entre os times ficou evidente. O Internacional soube se livrar da marcação adversária, tocou bola e chegou no gol bicolor. 
Aos 18 minutos, Inter sofreu falta perto da área. D'Alessandro cobrou, a bola bateu na trave, depois nas costas do Mota e não entrou. Mas aos 25 minutos o Colorado não desperdiçou. O Inter entrou na área adversária, tocando a bola com facilidade e, na cara do gol, Paolo Guerrero finalizou forte, à meia altura. O goleiro Mota só olhou a bola entrar. 

PRESSÃO COLORADA 
O Internacional pressionou o Paysandu até o final do primeiro tempo. Tinha domínio e toque de bola. Foram muitas oportunidades para esticar o placar, só que o Papão conseguiu evitar as investidas, seja pela atuação do goleiro Mota ou pela chegada dos jogadores do alviceleste.

EMPATE  ALVICELESTE
O Paysandu voltou no segundo tempo pressionando e, aos 3 minutos, conseguiu o empate. Bruno Collaço recebeu e mandou para área. Micael subiu e mandou de cabeça para gol. O empate deu esperança aos bicolores, mas logo isso iria acabar. 

INSISTÊNCIA COLORADA
O Internacional voltou a pressionar o Paysandu e conseguiu fazer o segundo na partida. Rodrigo Lindoso marcou para o Inter aos 12 minutos. Após cobrança de escanteio, Lindoso recebeu e tocou para o fundo da rede. Ainda teve dúvida que o jogador pudesse estar em posição de impedimento, mas o lance foi revisado e Bruno Collaço dava condições para a legalidade do gol. Foi o primeiro gol de Lindoso no Internacional. 

E o Internacional não recuou após o segundo gol. Continuou a pressionar e queria mais. Foram muitas tentativas para o terceiro e muito trabalho na área bicolor. Em uma das chances, Guerrero estava dentro da pequena área e bateu de canhota, mas acabou mando para fora. Já o Paysandu não conseguia segurar a bola.

MAIS UMA VEZ
Após pressionar, o Internacional chegou ao terceiro gol. Ele foi marcado novamente por Paolo Guerrero. Ele cabeceou com precisão para o gol e comemorou muito. Tinha tentado outras vezes esse gol, mas acabava errando na finalização.
O Paysandu acabou não criando o suficiente para diminuir a vantagem e teve sorte de não ter sofrido mais gols do Internacional, que mesmo com boa vantagem para o jogo de volta não desistia de ir para cima. 

VAR 
Esse foi o jogo do Paysandu com VAR. Ele foi acionado na partida. Aos 29 minutos do primeiro tempo, o Inter marcou mais um gol. Seria o segundo, se não tivesse sido anulado. Nico cruzou na área, Iago cabeceou para o fundo da rede, mas o bandeira assinalou impedimento e o VAR confirmou.  Aos 34 minutos do primeiro tempo, Marcos Antônio cruzou na segunda trave. Victor Oliveira desviou a bola e Diego Rosa fez o gol. Lance foi anulado pela arbitragem. Ainda teve a verificação no segundo gol do Inter, para saber se Lindoso estava impedido. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X PAYSANDU 
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Gols: Paolo Guerrero (25'/1ºT; 33/2ºT), Rodrigo Lindoso (12'/2ºT); Micael (3'/2ºT)
Cartão Amarelo: Jhony Douglas; Emerson Santos

Internacional (RS) - Marcelo Lomba; Zeca (Guilherme Parede), Emerson Santos, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Nico López (Sarrafiore), D'Alessandro (Rafael Sóbis) e Nonato; Paolo Guerrero.
Técnico - Odair Hellmann 

Paysandu - Mota; Bruno Oliveira, Victor Oliveira, Micael e Bruno Collaço; Jhony Douglas, Marcos Antonio,Diego Rosa (Vinícius Leite); Uchôa, Thiago Primão (Tiago Luís) e Nicolas (Paulo Henrique)
Técnico - Léo Condé
Público total: 15.328; Pagantes: 13.540; Menores: 469; Não pagantes: 1.319
Renda: R$ 467.910,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário