Coluna 1

terça-feira, 21 de maio de 2019

Mais um PM sofre atentado e é morto no Pará

Com ele, chega a 20 o número de policiais mortos em 2019.
 Mais um policial militar foi morto no Pará. Dessa vez, a vítima foi o cabo Livaldo dos Santos Rêgo, de 49 anos, baleado na manhã desta terça-feira (21), às 6h40, em frente a sua casa, no bairro Angélica, em Abaetetuba.. De acordo com a assessoria da Polícia Militar, o PM estava de folga e se preparava para sair de casa com a esposa, que não foi atingida. Testemunhas contam que, na hora do crime, "dois homens, vestidos como operários, se aproximaram do policial em uma motocicleta e realizaram disparos de arma de fogo, que o atingiram na região das costas e da cabeça" diz o comunicado da corporação. Os assassinos fugiram do local sem levar o armamento da vítima, o que caracteriza uma execução. 
O cabo Livaldo ainda chegou a ser socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Abaetetuba, mas não resistiu aos ferimentos e evoluiu a óbito. O Comando de Policiamento Regional IX, sediado em Abaetetuba, e o 31º Batalhão da PM, situado no mesmo município, realizam buscas para localizar e prender os responsáveis pelo crime. A Superintendência Regional do Baixo Tocantins da Polícia Civil também atua nas diligências.

O cabo Livaldo estava há 22 anos na corporação. O Centro Integrado de Psicologia e Assistência Social da PM presta atendimento aos familiares da vítima.
A Polícia Civil informou em nota que montou uma força-tarefa para investigar a morte do policial. A determinação é do delegado-geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira. 

A equipe de investigação conta com cerca de 25 policiais civis da Superintendência Regional do Baixo Tocantins, do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) da região; da Delegacia de Homicídios de Abaetetuba e da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), com suporte do serviço de Inteligência do Sistema Penitenciário.

As investigações já estão em andamento sob coordenação dos delegados José Humberto Melo, titular da DPI, e Renata Gurgel, superintendente regional do Baixo Tocantins. A ordem é dar agilidade às investigações e buscar a identificação dos envolvidos no crime.

POLICIAIS MORTOS EM 2019
A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) informa que, de 1° de janeiro a 21 de maio de 2019, 20 policiais militares foram mortos vítimas de crimes com característica de latrocínio e/ ou execução no Pará, além da morte de um Guarda Municipal, totalizando 21 agentes da segurança. As investigações para apurar as mortes estão sob responsabilidade da Delegacia de Homicídios de Agentes Públicos, da Polícia Civil. Dos 21 casos registrados, 19 estão com autoria presa, morta ou identificada, com mandado de prisão decretado e dois ainda estão em apuração, ou seja, ainda não esclarecidos.

LEIA MAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário