Coluna 1

terça-feira, 7 de maio de 2019

Santarém teve 400 casos de abusos sexuais e exploração de crianças e jovens em 2018

Agentes de saúde são chamados para reforçar o enfrentamento denunciando rimes. Apenas em 2018, foram registrados aproximadamente 400 casos de abuso sexual e nove casos de exploração praticados contra crianças e adolescentes na região de Santarém. O balanço foi divulgado essa semana pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdca), que esta semana abriu programação para que 50 Agentes Comunitários de Saúde (ACS) que atendem nas comunidades da região dos Rios Tapajós e Arapiuns, em Santarém, no oeste do Pará, possam atuar no combate a esses crimes através de denúncias. 
Os profissionais de saúde foram envolvidos no lançamento da campanha #PodeSerAbuso, que orienta sobre o abuso sexual de crnaças e jovens e informa os principais canais de denúncia contra esse crime no Pará. O pré-lançamento foi realizado na sede do Projeto Saúde e Alegria, em Santarém. 

A campanha é encabeçada pela fundação Abrinq - e que será desenvolvida nesse mês de maio em Santarém, pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdca), com apoio da prefeitura do município e Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social.

DENÚNCIAS
"Temos que orientar cada vez mais a população. O abuso sexual infantil pode estar mais próximo do que você imagina", alerta a presidente do Comdca de Santarém, Roselene Andrade. A Campanha #PodeSerAbuso surgiu para quebrar este silêncio e sensibilizar a população para o tema e suas consequências. A campanha dá orientações sobre o problema e informa os principais canais de denúncia contra esses tipos de crimes. 

"Estaremos divulgando amplamente o enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, visto que este são crimes silenciosos. É necessário que a sociedade seja instrumentalizada para perceber sinais sutis da possibilidade de uma criança ou um adolescente estar sendo vítima de abuso". 

A coordenadora das ações de saúde da criança e do adolescente de Santarém, enfermeira Graça Almeida, destacou a importância de todos os agentes serem capacitados. Eles são essenciais, por estarem no dia a dia na comunidade. "Eles já faziam orientações durante seus trabalhos, e agora eles estão melhor preparados para orientar a população".

Em Santarém, o lançamento oficial da Campanha #PodeSerAbuso está previsto para acontecer no dia 17 de maio, durante a programação alusiva ao dia "D", o 18 de maio, que é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário