Coluna 1

terça-feira, 23 de julho de 2019

Governo do Estado vai ofertar 400 bolsas para alunos dos Ensinos Fundamental e Médio


Executivo Estadual anunciou a liberação de R$ 1,1 milhão para contemplar estudantes e professores e mais 200 mil adicionais para compra de equipamentos. O Governo do Estado vai disponibilizar, ainda este ano, 400 bolsas, no valor de R$ 200, para alunos do Ensino Fundamental maior e Ensino Médio e outras 20 bolsas de R$ 1.000 mil para professores, dentro do programa “Bolsa Escola Pará”, apresentado na última segunda-feira (22), pelo presidente da Fapespa, Carlos Maneschy, e o titular da Secretaria de Estado de Articulação da Cidadania, Ricardo Balestreri. Eles assinaram o termo de compromisso do programa na Escola José Valente Ribeiro, localizada na Cabanagem, um dos bairros que fazem parte do Territórios pela Paz
 De acordo com Maneschy, neste primeiro momento estão sendo disponibilizados R$ 1.1 milhão somente em bolsas - sendo 800 mil para estudantes e R$ 300 mil para os professores -, e mais 200 mil adicionais para compra de equipamentos que serão utilizados por alunos e professores para desenvolvimentos dos projetos selecionados. 

“A princípio nós vamos dar ênfase para os territórios de pacificação, então os professores, de maneira prioritária, vão colocar projetos que tenham a ver com a própria atividade de interesse dos bairros que estão selecionados para o Terpaz”.

O presidente da Fapespa explica que todos os professores e alunos das escolas públicas dentro dos bairros atendidos pelo Terpaz poderão participar da seleção. “A responsabilidade do estudante, sobre a coordenação do professor, é participar daquele projeto. Esse projeto pode ser em várias áreas. É autonomia do professor decidir qual o projeto que ele quer encaminhar”.

O programa tem duração de um ano, podendo ser renovado. Carlos Maneschy destaca que além da inclusão socioeconômica, o objetivo é fazer com que os estudantes percebam a importância da ciência, da tecnologia e da inovação no cotidiano da vida das pessoas.

O programa lançado ontem está inserido em outro, mais amplo, o “Bolsa Pará”, que também está voltado ao Ensino Superior. No momento em que há anúncio de corte de bolsas de pesquisa em todo o País, por parte do Governo Federal, o Poder Executivo Paraense se comprometeu em disponibilizar, somente este ano, R$ 3,5 milhões às universidades, para bolsas de iniciação científica, mestrado e doutorado.

Segundo Carlos Maneschy, esses recursos já foram transferidos e as bolsas serão ofertadas por essas instituições, que farão seus próprios processos de seleção. “Essa é certamente uma preocupação que o governo Helder Barbalho tem com a realidade que as universidades passam”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário