Coluna 1

sábado, 13 de julho de 2019

Saiba como economizar energia no período do verão e férias escolares

O calor e a presença de mais pessoas em casa podem aumentar o consumo de energia. As altas temperaturas costumam mudar alguns hábitos domésticos, como uso mais frequente da geladeira, do ar condicionado e do ventilador. E como uma parcela da população passa um pouco mais de tempo em casa, o consumo de energia tende a aumentar. Esses equipamentos, entre outros, não consomem pouca energia. O uso sem freio pode dar um susto quando a conta chegar em agosto. Mas não é só geladeira, ventilador e ar condicionado que usa em férias escolares.
 Quem tem crianças e adolescentes em casas, pode lidar com o aumento do uso de computadores, televisões, videogames, mais cargas de celulares... Tudo isso, em estudos feitos pela Celpa, mostram um crescimento médio de até 10% no consumo de energia.

O líder da área de Eficiência e Inovação da Celpa, Hugo Cardoso, ressalta que a economia de energia deve começar desde o ato da compra do produto. “Hoje, os equipamentos são vendidos com Selo Procel de Eficiência, que mostra ao consumidor os mais eficientes e que consomem menos energia. Deve-se sempre observar as etiquetas no momento da compra. 

O selo A é o mais eficiente e o E menos eficiente. Nesta época do ano, é necessário que todos se conscientizem da importância de modificar os hábitos domésticos”, diz.
Para não ter aumento na conta de luz, a concessionária recomenda que os consumidores adotem o uso racional da energia, evitando o desperdício, para que não precise abrir mão do conforto.

Confira algumas dicas da Celpa para economizar energia no verão:

AR-CONDICIONADO – É considerado um dos principais vilões deste período do ano. O aparelho pode representar até 40% do valor da conta de energia. É indicado não deixar o ar-condicionado ligado em ambientes vazios. Mantenha as janelas e portas fechadas quando estiver funcionando. Ajuste para temperatura confortável (cerca de 23° C) e utilize a função timer (temporizador), que ajuda a evitar o funcionamento desnecessário do equipamento.

TELEVISÃO - Representa em média 15% da conta. Desligue o aparelho quando ninguém estiver assistindo e evite dormir com a TV ligada. O indicado é programar para desligar automaticamente.

GELADEIRA – É responsável por cerca de 30% do valor da conta de luz. Deve-se evitar abrir e fechar a todo instante. Não guarde alimentos quentes em seu interior.  Jamais se deve colocar roupas secando atrás da geladeira. Não utilize o equipamento próximo às paredes ou ao fogão.  Ela deve ser instalada em local ventilado e protegido do sol. É importante observar periodicamente a borracha de vedação que, quando ressecada, causa grande desperdício de energia.

ILUMINAÇÃO DA CASA – Abuse da luz natural e só. A iluminação doméstica pode representar cerca de 25% do custo por mês. Evite acender lâmpadas durante o dia e dê preferência às lâmpadas de LED, que são até 80% mais econômicas, além de durarem cerca de 15 vezes mais que as incandescentes.

LAVADORA DE ROUPA – Também não deve ser usada diariamente. Acumular uma grande quantidade de roupas para lavar de uma só vez é o ideal. Utilize sempre a capacidade máxima de roupas. O calor também ajuda a secar as roupas sem a necessidade de acionar a centrifugação da máquina de lavar, reduzindo o consumo de eletricidade.

COMPUTADOR - Utilize o recurso de economia do monitor, clicando no menu iniciar da tela principal. Desligue quando ninguém estiver usando e evite o modo stand-by, pois também consome energia.

BOMBA D’ÁGUA - A ligação elétrica da bomba deve ser feita por profissional de confiança, pois instalações malfeitas acarretam fuga de corrente e aumento de consumo. O ideal é também armazenar o máximo de água na caixa d’água para não precisar ligar a bomba mais vezes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário