Coluna 1

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Agenda do dia: veja o que você precisa saber hoje quinta feira (12)

Bolsonaro determina CPMF fora da reforma tributária
O presidente Jair Bolsonaro anunciou, por meio de sua conta no Twitter, que não haverá a ‘recriação da CPMF ou qualquer aumento de carga tributária’. Segundo ele, estes não são os objetivos da reforma tributária. O político disse também que o que motivou a demissão de Marcos Cintra da chefia da Receita Federal foram as divergências em torno do projeto que o governo deve encaminhar à Câmara dos Deputados. Saiba como fica a reforma sem a CPMF. (Via VEJA.com e Estadão)

Baixe o novo app Microsoft Notícias agora no iOS e Android
- Senado altera Lei das Telecomunicações
Após mais de três anos em tramitação no Congresso, o Senado aprovou na noite de quarta-feira (11) o projeto que atualiza o marco legal das telecomunicações no País. A proposta segue agora para sanção presidencial. O projeto permite que as empresas que fornecem serviços de telefonia fixa migrem do regime de concessões para o de autorizações, em que há preços livres, já praticado nos serviços de telefonia celular, TV por assinatura e internet. Com a mudança, as empresas não precisarão mais assumir obrigações como a universalização dos serviços e a instalação de orelhões. Em troca, assumem compromissos de investimentos. (Via VEJA.com)
- Carlos é suspeito de empregar ‘fantasmas’ no Rio
O vereador do Rio Carlos Bolsonaro (PSC) é investigado em dois procedimentos do Ministério Público do Rio por suspeitas de ter mantido funcionários ‘fantasmas’ em seu gabinete na Câmara Municipal. As denúncias de supostas irregularidades no escritório do filho ‘02’ do presidente Jair Bolsonaro começaram a ser publicadas pela imprensa depois que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), irmão de Carlos, passou a ser investigado por práticas parecidas. (Via Estadão)

EDUCAÇÃO
- MEC vai retomar oferta de 3.182 bolsas
A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão ligado ao Ministério da Educação, vai ofertar em 2019 e no ano que vem 3.182 novas bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado. A nova oferta foi negociada com o Ministério da Economia. As novas bolsas fazem parte do montante de 5.613 que não seriam renovadas, conforme anúncio feito pelo governo no último dia 2. Com a garantia de mais recursos, a Capes voltou a garantir a oferta de parte delas. (Via Estadão)


- Relator já tem voto pronto para julgamento de Lula
O relator da operação Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, João Pedro Gebran Neto, já concluiu seu voto sobre o recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros réus na ação do sítio de Atibaia. Ele encaminhou seu parecer ao revisor, Leandro Paulsen. Com a movimentação, o petista fica mais próximo de um novo julgamento em segunda instância. Atualmente, ele cumpre pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias no caso triplex, imposta pelo Superior Tribunal de Justiça. (Via Estadão)

- Procurador do ‘miserê’ de R$ 24 mil pede licença
O procurador-geral de Justiça, Antônio Sérgio Tonet, informou na quarta-feira (11) que o colega Leonardo Azeredo dos Santos — que queixou-se de receber um ‘miserê’ de R$ 24 mil mensais – apresentou um atestado médico e está afastado das funções. Tonet não soube dizer qual o motivo médico do afastamento e o período. Desde que as declarações foram divulgadas pela imprensa, o procurador Leonardo Azeredo não foi visto na sede do órgão. (Via Correio Braziliense)

- Caso Neymar: ‘É um crime óbvio’, diz Najila
A modelo Najila Trindade compareceu à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio de Janeiro na tarde de quarta-feira para prestar depoimento sobre um inquérito em que o jogador Neymar é acusado de divulgar imagens íntimas dela na internet. Ao sair, Najila afirmou que sua vida está ‘devastada’. ‘É um crime óbvio que ele cometeu na frente de todos, esse crime de exposição, para me humilhar. Eu não autorizei nada e jamais imaginei que ele (Neymar) fosse capaz de fazer isso’, concluiu. (Via Estadão)

BRASIL
- Correios vão ao TST para resolver greve
A paralisação dos funcionários dos Correios fez com que a empresa entrasse ontem com pedido de dissídio coletivo no Tribunal Superior do Trabalho. A audiência de conciliação foi marcada para esta quinta-feira (12), às 13h30, em Brasília. Caso os termos propostos sejam aceitos pelas duas partes, a oferta será homologada. Caso haja outro impasse, o conflito irá para julgamento. Até lá, a greve continua. (Via VEJA.com)

FUTEBOL
- Athletico derrota o Inter abre vantagem
Deu Athletico-PR na primeira parte da final da Copa do Brasil. Em belo gol de Bruno Guimarães, o Furacão bateu o Internacional por 1 a 0 e agora joga por um empate para ficar com o título. Cabe ao Colorado vencer por dois gols de diferença. Se vencer por um gol, a taça será decidida nos pênaltis. (Via Lance)

LOTERIA
- Mega-Sena acumula de novo e vai a R$ 100 milhões
O concurso 2.187 da Mega-Sena foi realizado na noite de quarta-feira (11), em São Paulo. Nenhum apostador acertou as seis dezenas e o prêmio máximo, que seria de R$ 90 milhões, acumulou para R$ 100 milhões. O próximo sorteio será no sábado (14). Confira os números de ontem. (Via SorteOnline)

VEJA TAMBÉM:

Nenhum comentário:

Postar um comentário